Cerejeiras e fotografia, arte e deslumbramento



Estamos muito felizes de ver nossa galeria no ar depois de tanto trabalho e planejamento. Somos uma galeria especializada em fotografia e esperamos que você se inspire, viaje com a gente e, quem sabe, comece uma linda coleção. Foi assim que a Saudades nasceu, da vontade de levar um pouco de arte e beleza para a parede de todos.

Cerejeiras e fotografia

Tudo começou com uma viagem ao Japão em abril de 2015 para ver as cerejeiras floridas, ou o que os japoneses chamam de Hanami (literalmente “contemplar as flores”, sendo que flor neste caso quase sempre significa sakura, a flor da cerejeira).

Era para ser apenas uma viagem de férias, mas fotógrafos em férias muitas vezes estão mais sensíveis do que nunca – longe das pressões do trabalho comercial de todo dia – e o Japão é um lugar perfeito para o deslumbramento. O encontro com as cerejeiras foi mais lindo que poderíamos imaginar e a viagem inteira foi de puro encantamento.

Claro que não foi a primeira vez que um fotógrafo voltou de viagem cheio de imagens, mas a intensidade dessa viagem foi tanta que não podíamos deixar a Série Hanami guardada como tantas outras.

cerejeiras e fotografia

Então surgiu a ideia, por que não espalhar essas e outras belezas por aí? Começamos a conversar com fotógrafos amigos, a vasculhar negativos e HDs em busca de fotografias inspiradoras. Meses de pesquisa buscando os melhores printers e moldureiros, aprendendo sobre materiais de pH neutro, conversando com arquitetos e decoradores.

O resultado está aqui, mas ele não é estático. Aos poucos vamos incluir mais fotografias, mais fotógrafos, cada um com seu estilo próprio de recortar o mundo. E nós queremos que o blog seja um espaço de informação e troca de ideias.

Vamos falar de fotografia, arte, viagens e decoração. Entrevistas com nossos artistas, histórias de viagens, dicas de decoração, enfim, tudo o que possa manter o nosso deslumbramento vivo.

Bem-vindo à Saudades, a galeria especializada em fotografia que leva o mundo para sua parede.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *